Description

Até que as ondas do mar do Leste sequem e que o monte Baeckdusan se alongínque, Deus proteja nossa terra para sempre, nosso país para sempre - Esses são os versos iniciais do hino nacional da Coreia que o pequeno Eunsu tanto amava e que morreu sem
ouvir... Esse hino que o encantava, talvez o tivesse enchido de orgulho, se ele tivesse tido tempo de sobreviver à única realidade que conheceu: a miséria. Mas a vida não deixou.

No entanto, o irmão mais velho, Yunsu, pôde cantá-lo na hora da própria morte. Pois é no corredor da morte que vamos encontrá-lo. Yunsu é o narrador que divide o protagonismo da história com a também narradora Yujeong, ambos personagens do livro "Nossas
horas felizes", de Gong Ji-Young. Os capítulos numerados, chamados de "Capítulo" e "Anotação azul", num total de 19 cada, alternam a fala de Yujeong e Yunsu, respectivamente. ("A narração azul" é sempre apresentada por uma epígrafe magnífica de fillósofos ou clássicos da literatura.) Eram dois condenados: ela, à vida, que desprezava, tentando o suicídio. Negou a vida três vezes, como Pedro negou Jesus. Mas a morte não a quis. Foi chamada à vida por ter, talvez, uma missão a cumprir. Uma missão humanitária. Acompanhando a tia Monica, freira cuja bondade só pode ser comparada à de madre Teresa de Calcutá, irmã Monica de Seul - vamos assim chamá-la - era uma operária da palavra de Deus
na luta pela vida dos homens.
 

E-Book (4)

Translated Books (43)

News from Abroad (52)

International Events (4)

Report/Texts (2)